A relação da infecção por H. Pylori e cancro gástrico

Roger Thomas, Jaime Correia De Sousa

Resumo



O objectivo da presente revisão é avaliar se existe uma relação entre a infecção por Helicobacter pylori e cancro gástrico.
Pesquisámos o Cochrane Central Register of Controlled Trials, o Cochrane Database of Systematic Reviews e o NHS Database of Abstracts of Reviews of Effectiveness; MEDLINE; EMBASE; Silver-Platter, Biological Abstracts and Science Citation Index-Expanded. Usámos os termos de pesquisa Helicobacter pylori e (gastric or stomach) and (cancer$ or neoplasm$) e (systematic review$ or
meta-anal$), e pesquisámos artigos de todas as línguas limitando a pesquisa a humanos.
Avaliação do Nível de Evidência: usámos o sistema de classificação da revista American Family Physician: Nível A (ensaios clínicos aleatorizados/meta-análises). Nível B (outras fontes de evidência). Nível C (consensos/opinião de peritos). O H. Pylori aumenta a OR para cancro de estômago em vários estudos. O H. Pylori está associado ao desenvolvimento de ambos os tipos de adenocarcinoma gástrico. Em média, apenas três por cento dos portadores de H. Pylori desenvolvem carcinoma gástrico. O risco de cancro de estômago está igualmente aumentado se o indivíduo tem polimorfismos que resultam numa expressão maior do que os níveis médios da citocina IL-1ß. Não existe evidência que os suplementos nutricionais previnam o cancro gástrico.
O cancro gástrico é precedido por um longo período de latência. A infecção por H. pylori é uma causa primária da cascata pré-cancerosa da gastrite à displasia e a erradicação do H. pylori por terapêutica antibiótica resulta num atraso moderado do processo canceroso. A investigação apresentada revista até hoje sugere que a melhor estratégia é, primeiro, incidir nos indivíduos de alto risco com factores de risco conhecidos de exposição ao H. pylori e rastreá-los endoscopicamente para o desenvolvimento de cancros gástricos iniciais que podem ser ressecados endoscopicamente; seguidamente, rastrear indivíduos mais novos (< 45 anos) em risco para H. pylori que não foram expostos ao H. pylori por um período tão longo e tratá-los.

Palavras-chave


Gastrite; Perturbações da Deglutição; Anticorpos; Testes Respiratórios; Serologia; Soro; Fezes; Saliva; Pepsinogénio A; Endoscopia; Análise Custo-Benefício; Sensibilidade e Especificidade; Valor Preditivo; Rastreio Sistemático; Meta-Análise; Revisão Sistemática; Úlcera Gástrica; Helicobacter Pylori; Dispepsia; Úlcera Duodenal

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v23i4.10382

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c)