Automonitorização da glicemia capilar em diabéticos tipo 2 não insulinotratados

Filipa Almada Lobo, Carla Ponte

Resumo



Introdução: A auto-monitorização da glicemia capilar (AMGC) nos diabéticos tipo 1 e tipo 2 em insulinoterapia é comprovadamente eficaz, resultando numa melhoria do controlo glicémico. No entanto, a eficácia da AMGC nos doentes não insulino-tratados é controversa. O objectivo deste trabalho é fazer uma revisão baseada na evidência sobre o papel da AMGC nestes diabéticos.
Metodologia: Foi realizada uma pesquisa sistemática na MEDLINE, Cochrane Library, Bandolier, Medscape, Tripdatabase, DARE e EBM Resources, desde 1989 até Maio de 2005. Foram incluídos os estudos em que foi avaliado o controlo glicémico, medido pela hemoglobina glicosilada (HbA1c) e/ou o nível de glicemia pós-prandial e/ou a qualidade de vida e/ou redução do peso. Foram incluídos oito Ensaios Clínicos Aleatorizados (ECAs), dois Estudos Coorte, um Estudo Caso-controlo, quatro Meta-análises e duas guidelines baseadas na evidência.
Resultados: A auto-monitorização da glicemia capilar teve como efeito global uma redução, estatisticamente significativa, da HbA1c de 0,39% (IC 95% 0,56-0,21). A glicemia pós-prandial, avaliada em 2 ECAs, mostrou uma redução não significativa com a AMGC. Nos estudos em que a qualidade de vida, enquanto medida da eficácia da AMGC, foi avaliada não se obtiveram diferenças estatisticamente significativas.
Discussão/Conclusão: A vigilância clínica com AMGC dos diabéticos tipo 2 não tratados com insulina leva a uma melhoria do controlo glicémico. Mas, uma vez que a maioria dos estudos tem qualidade metodológica baixa, a sua aplicabilidade clínica é limitada. Aguardam-se, em 2007, os resultados de um grande e bem desenhado ECA, para que esta recomendação possa ser feita com base na evidência.

Palavras-chave


Type 2 Diabetes mellitus / Diabetes mellitus non-insulin dependent; blood glucose self-monitorization

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v23i4.10383

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c)