Função tiroideia, estado de humor e cognição no idoso

Cláudia Bulhões, Pedro Fonte, Mafalda Jordão Abreu, Rui Oliveira, João Antunes, Sílvia Neto Sousa

Resumo



Objectivos: determinar a prevalência de disfunção tiroideia na população idosa e analisar a associação entre a função tiroideia
e alterações cognitivas e do estado de humor.
Tipo de estudo: estudo observacional, transversal e analítico.
Local: Unidade de Saúde Familiar Ponte.
População: amostra aleatória de indivíduos com idade igual ou superior a 65 anos.
Métodos: aplicou-se um questionário relativo a características sociodemográficas e clínicas dos utentes. A função cognitiva foi
avaliada pelo Mini-Mental State Examination (MMSE) e o estado de humor pela Hospital Anxiety and Depression Scale. Os níveis
de hormona tiroestimulante (TSH) e levotiroxina livre foram doseados numa amostra de sangue venoso periférico. O risco de
apresentar disfunção cognitiva ou alteração do humor foi estimado por regressão logística não condicional, através de odds ratio
(OR) e intervalos de confiança (IC 95%). Calcularam-se médias ajustadas para a idade e escolaridade, utilizando a regressão
linear múltipla, para os domínios avaliados pelo MMSE.
Resultados: avaliaram-se 263 utentes (52,5% do género feminino), com idade média de 72,1 anos (± 5,3). Do total da amostra,
21,7% obtiveram uma pontuação sugestiva de demência, 12% de ansiedade e 16,8% de depressão. Quatro utentes apresentavam
hipotiroidismo (1,5%), 14 hipotiroidismo subclínico (5,3%), 3 hipertiroidismo (1,1%) e 2 hipertiroidismo subclínico (0,8%).
Valores mais altos de TSH demonstraram-se significativamente associados a ansiedade (OR = 1,25 IC 95% 1,01-1,67). Não
foram encontradas diferenças significativas entre o valor de TSH e disfunção cognitiva e depressão. A prevalência de demência
foi significativamente superior nos doentes com depressão e/ou ansiedade.
Conclusões: a prevalência de disfunção tiroideia encontrada é semelhante à descrita na literatura, para idosos da comunidade.
Verificou-se uma associação entre os valores de TSH e ansiedade. Não foi encontrada associação entre os níveis das hormonas
tiroideias e a presença de disfunção cognitiva ou sintomas depressivos

Palavras-chave


Hipotiroidismo; Hipertiroidismo; Distúrbios Cognitivos; Depressão; Ansiedade; Idoso

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v29i1.11045

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c)