Abordagem da halitose nos cuidados de saúde primários: proposta de um protocolo de atuação

Inês Pereira, Sónia Marcelo, Suzete André, Nuno Lousan

Resumo


Objetivos. A halitose, apesar de ser um sintoma com prevalência desconhecida, é um motivo muito frequente de consulta na Medicina Geral e Familiar. O objetivo desta revisão foi criar uma proposta de protocolo de atuação para a abordagem da halitose nos Cuidados de Saúde Primários.

Fontes de dados. Efetuámos pesquisa na base de dados PubMed / MEDLINE.

Discussão. Realizámos uma revisão da temática divida nos seguintes subtítulos: epidemiologia; classificação; etiologia; fisiopatologia; diagnóstico; e abordagem.

Conclusões. A queixa de halitose é multifacetada na etiologia, devendo a sua abordagem ser multifatorial. Um protocolo de atuação simples nos Cuidados de Saúde Primários poderá orientar uma avaliação completa desta condição, através de uma anamnese baseada na evidência, um exame físico detalhado e uma referenciação aos Cuidados de Saúde Secundários adequada.


Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v35i1.11818

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2019 Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar