Patologia anogenital por papilomavírus humano em doentes com vírus da imunodeficiência humana

Álvaro Rodrigues Teixeira, João Borges da Costa

Resumo


A terapêutica HAART diminuiu a incidência de doenças oportunísticas, mas não teve efeito na diminuição das infecções provocadas por HPV. As alterações anogenitais mais comuns são os condilomas acuminados benignos, mas podem ocorrer lesões pré-malignas e malignas como a neoplasia intraepitelial anal e o cancro anal. A incidência e prevalência das alterações dermatológicas por HPV têm vindo a aumentar nos doentes com infecção por VIH, nomeadamente em HSH.

Dado o aumento das lesões por HPV em doentes VIH e a sua elevada morbilidade e mortalidade torna-se importante promover programas de rastreio de modo a diagnosticar precocemente estas alterações e implementar o tratamento mais adequado de modo a obter um melhor prognóstico.


Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v34i6.11983

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2019 Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar