Efeito dos probióticos na erradicação do Helicobacter pylori: uma revisão baseada na evidência

Cristiana Sousa Pinto, Patrícia Alves, Joana Frasco

Resumo


Introdução: A infeção por Helicobacter pylori (H. pylori) constitui um importante fator de risco para inúmeras patologias gástricas, nomeadamente úlcera péptica, gastrite atrófica crónica e cancro gástrico, sendo a sua erradicação o principal objetivo terapêutico. Os probióticos podem ajudar a alcançar este objetivo bem como desempenhar um papel positivo na redução dos efeitos laterais do tratamento.

Objetivo: Determinar o efeito dos probióticos como terapêutica adjuvante na erradicação do H. pylori em adultos, à luz da melhor evidência disponível.

Fontes de dados: MEDLINE e em sítios de medicina baseada na evidência.

Métodos de revisão: Pesquisa de normas de orientação clínica (NOC), meta-análises (MA), revisões sistemáticas (RS) e ensaios clínicos aleatorizados (ECA) recorrendo aos termos MeSH “Helicobacter pylori” e “Probiotics”. A pesquisa foi limitada aos artigos publicados entre janeiro de 2006 e julho de 2016, em inglês e português. Foi utilizada a Strength of Recomendation Taxonomy (SORT) para atribuição do nível de evidência (NE) e da força de recomendação (FR).

Resultados: Foram encontrados 61 artigos e selecionados, por cumprirem os critérios de inclusão, três NOC, duas MA, duas RS e cinco ECA. As NOC sugerem o uso de probióticos no tratamento da erradicação do H. pylori. As MA apresentam resultados discordantes: uma evidenciou taxas de erradicação superiores com o esquema terapêutico com probióticos; a outra não demonstrou a superioridade dos probióticos quando comparados com o placebo. Ambas mostraram o seu efeito benéfico na diminuição dos efeitos laterais. As duas RS, apesar de mostrarem um efeito positivo dos probióticos nos efeitos adversos, não mostraram benefício da sua utilização para a erradicação do H. pylori. Todos os ECA evidenciaram taxas de erradicação da bactéria superiores no grupo medicado com probióticos.

Conclusões: A adição de probióticos ao esquema de tratamento utilizado para a erradicação do H. pylori pode ser benéfica uma vez que parece associar-se a taxas de erradicação superiores (FR B) com menores efeitos adversos associados (FR A).


Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v35i5.12291

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2019 Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar