A cárie precoce da infância: uma atualização

Elisa Laranjo, Sofia Baptista, Ana Alves Norton, Ana Paula Macedo, Casimiro Andrade, Cristina Areias

Resumo



Objetivos: Fornecer informações para auxiliar o médico especialista em medicina geral e familiar na identificação dos fatores de risco associados à cárie precoce da infância (CPI), uma das doenças crónicas mais prevalentes da infância, salientando os primeiros sinais da doença e as complicações inerentes.
Fontes de dados: As informações foram selecionadas a partir de quinze artigos publicados nos últimos anos, entre 2006 e 2017, em inglês e português, nas bases de dados PubMed, Scopus e EBSCOhost, livros técnicos e publicações de consenso de organismos internacionais.
Conclusões: Os médicos de família desempenham um importante papel na prevenção da CPI, sendo fundamental a formação e a atualização em saúde oral.

Palavras-chave


Cárie precoce da infância; Prevenção; Crianças.

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v33i6.12305

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2018 Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar