A dieta com restrição de FODMAP reduz os sintomas na síndroma do intestino irritável? Uma revisão baseada na evidência

Paulo Diogo Terroso Mesquita Oliveira, Joana Estrela Felicio Reis, Marisa Alexandra Sousa Reis, Sara Maria Santos Ferreira, André Lopes Albergaria Candelária

Resumo


OBJETIVOS: Rever a evidência disponível sobre a eficácia da dieta com restrição de FODMAPs (sigla inglesa para Oligossacarídeos, Dissacarídeos, Monossacarídeos e Polióis Fermentáveis) no alívio dos sintomas gastrointestinais dos doentes com Síndrome do Intestino Irritável (SII). MÉTODOS: Pesquisa de meta-análises, revisões sistemáticas e normas de orientação clínica na MedLine/Pubmed, DARE, TripDataBase, Evidence Based Medicine, Clinical Evidence, Web of Science, Canadian Medical Association Practice Guidelines, National Guidelines Clearing House e Cochrane Library publicados entre 2009 e 2017 na língua inglesa, utilizando os termos MeSH “irritable bowel syndrome”, “signs and symptoms”, “diet therapy” e o termo não MeSH "FODMAPs". Foi utilizada a escala Strenght of Recommendation Taxonomy (SORT) para atribuição de níveis de evidência e forças de recomendação. RESULTADOS: Depois de analisados 203 artigos resultantes da pesquisa, foram incluídos 11 artigos: três meta-análises, três revisões sistemáticas e cinco normas de orientação clínica. Existe evidência de que a dieta com restrição em FODMAPs (DRFODMAPs) reduz a globalidade dos sintomas gastrointestinais dos doentes com SII, com maior expressão na melhoria do bloating* e dor abdominais e nos subtipos de predomínio de diarreia e misto. Alguns estudos sugerem que a eficácia da dieta é mais evidente a partir da sexta semana. Esta dieta parece ser pelo menos tão eficaz no alívio sintomático quanto outras dietas convencionalmente recomendadas para o SII. Nas normas de orientação clínica analisadas, a DRFODMAPs é considerada como uma opção terapêutica no SII, sobretudo quando o aconselhamento dietético tradicional não é eficaz. CONCLUSÃO: Existe evidência para recomendar uma DRFODMAPs como prova terapêutica em doentes com SII com predomínio de quadro diarreico ou misto, sobretudo se bloating e dor abdominais (Força de Recomendação B). São necessários mais estudos que suportem a eficácia e segurança a longo prazo da dieta.

Palavras-chave


FODMAP, Síndrome do Intestino Irritável, sinais e sintomas gastrointestinais, terapia dietética

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v36i2.12545

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2020 Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar