Cultura e a consulta de medicina geral e familiar: um caso de síndroma de Dhat

Sara Antunes

Resumo


Introdução: A síndroma de Dhat consiste na preocupação em que a perda de sémen seja causadora de perda de energia vital e, consequentemente, de doença. Ocorre principalmente em homens jovens e sul-asiáticos e apresenta-se sob a forma de sintomas inespecíficos (como fraqueza, tristeza e ansiedade). Com este caso pretende-se discutir a importância do contexto sociocultural de um utente e a sua abordagem em cuidados de saúde primários.

Descrição do caso: Descreve-se o caso de um homem de 44 anos, natural do Bangladesh, sem antecedentes pessoais ou familiares relevantes. Membro de uma família nuclear em fase IV do ciclo de vida de Duvall no país de origem, emigrou para Portugal em 2010, onde vive sozinho. Sem seguimento anterior na USF, pediu consulta não programada por queixas de fraqueza e ansiedade com um mês de evolução e sensação de morte iminente desde há poucos dias. Associava os sintomas à emissão de um líquido branco durante a micção. Negou contactos sexuais nos últimos sete anos.  Tendo em conta a hipótese diagnóstica de síndroma de Dhat realizou-se escuta ativa, com reconhecimento do sofrimento e tranquilização do utente. Foram marcadas consultas de reavaliação, às quais o utente aderiu e durante as quais a relação terapêutica médico-doente foi sendo estabelecida, com melhoria progressiva da sintomatologia referida.

Comentário: A multiculturalidade assume um papel cada vez mais relevante nas sociedades. O médico de família, como prestador de cuidados de primeira linha, pode ter um papel importante na identificação de síndromas culturais. O conhecimento desta síndroma em particular permitiu uma abordagem individualizada, evitando medidas terapêuticas desadequadas, com evolução favorável do caso.


Palavras-chave


Diversidade cultural; Síndroma de Dhat; Medicina geral e familiar

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v36i6.12699

Apontadores



Copyright (c) 2020 Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar