Um caso exuberante de eritema nodoso associado a desogestrel

Filipa Sofia Silva, Pedro Carreira, Sónia Serra

Resumo


Introdução: O eritema nodoso consiste numa erupção cutânea eritematosa aguda, do tipo nodular, que habitualmente se encontra limitada à face anterior das pernas. As principais causas são as infeções estreptocócicas nas crianças e as infeções estreptocócicas e a sarcoidose nos adultos.

Descrição do caso: Os autores apresentam o caso de uma mulher de 33 anos, encaminhada a partir do serviço de urgência por poliartralgias com uma semana de evolução, às quais se associou o aparecimento de nódulos eritematosos dolorosos nos membros inferiores, sugestivos de eritema nodoso. Descreve-se todo o estudo e acompanhamento realizado em consulta de medicina interna, com identificação da etiologia, a toma de desogestrel com exclusão de outras etiologias possíveis.

Comentário: O quadro clínico teve uma evolução favorável, com resolução completa dos sintomas e das lesões cutâneas, após esclarecimento etiológico e abordagem terapêutica em conformidade.


Palavras-chave


Eritema nodoso; Etiologia; Anticoncecionais

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v37i3.12802

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2021 Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.