Nevralgia do pudendo: um desafio diagnóstico

Raquel Lobo Cardoso, Diana Rodrigues Pacheco

Resumo


Introdução: A nevralgia do pudendo define-se como uma dor ao longo do dermátomo do nervo pudendo e pode ocorrer em ambos os sexos. Sendo uma patologia capaz de mimetizar muitas outras condições orgânicas, o seu diagnóstico surge geralmente após meses de sintomatologia. O presente relato de caso pretende enfatizar uma patologia rara, alguns dos seus aspetos clínicos e critérios de diagnóstico, demonstrando um exemplo de como o atraso no diagnóstico pode conduzir a um excessivo gasto de recursos em saúde, bem como a um sofrimento físico e psicológico significativos.

Descrição do caso: Utente do sexo feminino, de 73 anos, recorre à consulta aberta da Unidade de Saúde Familiar (USF), em agosto 2016, por queixas de ardência vulvar e desconforto na região suprapúbica com três semanas de evolução. Realizou antibioterapia empírica, sem melhoria da sintomatologia. Por manutenção das queixas recorre a várias consultas de medicina geral e familiar na USF e a várias especialidades em regime público e privado, sendo medicada com vários antibióticos, antifúngicos, corticoides, entre outros. Foram realizados vários exames auxiliares de diagnóstico e levantadas inúmeras hipóteses diagnósticas até que, mais de um ano desde o surgimento dos primeiros sintomas, se chega ao diagnóstico mais provável de nevralgia do pudendo. Apesar do diagnóstico, a doente continuou com a dor mal controlada, tendo mesmo de recorrer às opções de último recurso para o tratamento desta patologia.

Comentário: A nevralgia do pudendo é uma patologia cujo diagnóstico se alcança habitualmente após muito tempo do início da sintomatologia do doente, com muito sofrimento físico e psicológico associado. Por este motivo, o relato de caso apresentado pretende sensibilizar o profissional de saúde para este diagnóstico e para a importância do médico de família enquanto elemento integrador dos cuidados do doente.


Palavras-chave


Nervo pudendo; Nevralgia; Medicina geral e familiar

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v37i3.12892

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2021 Revista Portuguesa de Medicina Geral e Familiar

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.