Cair no diagnóstico de VIH: relato de caso

Autores

  • Claudia Coelho Médica Interna de Medicina Geral e Familiar. UCSP Santa Maria I – ULS Nordeste. Bragança, Portugal.
  • Clara Jorge Médica Assistente de Medicina Geral e Familiar. UCSP Santa Maria I – ULS Nordeste. Bragança, Portugal. https://orcid.org/0000-0003-2364-6966

DOI:

https://doi.org/10.32385/rpmgf.v40i1.13734

Palavras-chave:

VIH/SIDA, Neuropatia, Dor neuropática

Resumo

Introdução: A prevalência da infeção pelo vírus da imunodeficiência humana (VIH) parece haver estabilizado nos 0,7%, enquanto em alguns países continua a aumentar. Durante muitos anos estava apenas associada ao continente africano e a populações específicas, mas atualmente constata-se um aumento de incidência nos países desenvolvidos. Esta infeção pode ser assintomática ou ter sintomas inespecíficos. Estes dependem do estádio da doença, da carga viral ou do estado imune do hospedeiro. Este caso mostra o desafio do diagnóstico de VIH, relatando uma forma de apresentação sintomática rara.

Descrição do caso: Homem de 21 anos de idade, de nacionalidade angolana, que recorre à consulta aberta nos cuidados de saúde primários por quedas frequentes no último mês associadas a sensação de falta de força nos membros inferiores. À avaliação física constata-se uma discreta diminuição global da força nas quatro extremidades, com maior tradução no membro superior esquerdo. Nega práticas sexuais de risco ou consumo de drogas parenterais. Após realização de estudo analítico, estudo eletromiográfico e tomografia computorizada crânio-encefálica, da coluna cervical e lombar, constata-se um resultado positivo para a infeção por VIH como a causa desencadeante da sintomatologia apresentada.

Comentário: O que inicialmente pareciam sintomas relacionados com uma doença neuromuscular incipiente veio a revelar-se o diagnóstico de uma infeção vírica. Pela inespecificidade dos seus sintomas é importante manter um elevado nível de suspeição para a infeção por VIH. No caso relatado, a neuropatia periférica era a única manifestação desta infeção. Ainda que tenha uma prevalência de até 60% entre os infetados, é rara como manifestação isolada. A sua etiopatologia não é ainda clara, sabe-se que é multifatorial e progressiva. Presentemente o doente encontra-se estável com o início da terapêutica antirretroviral, com melhoria da sintomatologia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Quinn TC. Global epidemiology of HIV infection. In: UpToDate [Internet]; 2022 [updated Sep 9]. Available from: https://www.uptodate.com/contents/global-epidemiology-of-hiv-infection

Sax PE. Acute and early HIV infection: clinical manifestations and diagnosis. In: UpToDate [Internet]; 2022 [updated 2022 Apr 18]. Available from: https://www.uptodate.com/contents/acute-and-early-hiv-infection-clinical-manifestations-and-diagnosis

Wood BR. The natural history and clinical features of HIV infection in adults and adolescents. In: UpToDate [Internet]; 2021 [updated 2023 Feb 15]. Available from: https://www.uptodate.com/contents/the-natural-history-and-clinical-features-of-hiv-infection-in-adults-and-adolescents

Wulff EA, Wang AK, Simpson DM. HIV-associated peripheral neuropathy. Drugs. 2000;59(6):1251-60.

Direção-Geral da Saúde/Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge. Infeção por VIH em Portugal – 2022 [Internet]. Lisboa: DGS/INSA; 2022. Available from: http://hdl.handle.net/10400.18/8383

Egan KE, Caldwell GM, Eckmann MS. HIV neuropathy: a review of mechanisms, diagnosis and treatment of pain. Curr Pain Headache Rep. 2021;25(8):55.

Simpson DM. Selected peripheral neuropathies associated with human immunodeficiency virus infection and antiretroviral therapy. J Neurovirol. 2002;8 Suppl 2:33-41.

Dorsey SG, Morton PG. HIV peripheral neuropathy: pathophysiology and clinical implications. AACN Clin Issues. 2006;17(1):30-6.

Millogo A, Sawadogo A, Lankoandé D, Sawadogo AB. Syndrome de Guillain-Barré chez les patients infectés par le VIH à Bobo-Dioulasso (Burkina Faso) [Guillain-Barré syndrome in HIV-infected patients at Bobo-Dioulasso Hospital (Burkina Faso)]. Rev Neurol (Paris). 2004;160(5 Pt 1):559-62. French

Anastasi JK, Pakhomova AM. Assessment and management of HIV distal sensory peripheral neuropathy: understanding the symptoms. J Nurse Pract. 2020;16(4):276-80.

Kamerman PR, Wadley Al, Cherry CL. HIV-associated sensory neuropathy: risk factors and genetics. Curr Pain Headache Rep. 2012;16(3):226-36.

Schütz SG, Robinson-Papp J. HIV-related neuropathy: current perspectives. HIV AIDS (Auckl). 2013;5:243-51.

Cherry CL, Kamerman PR, Wadley AL. Diagnosing and treating HIV-associated sensory neuropathy: a global perspective. Pain Manag. 2016;6(2):191-9.

Downloads

Publicado

2024-02-28

Como Citar

Coelho, C., & Jorge, C. (2024). Cair no diagnóstico de VIH: relato de caso. Revista Portuguesa De Medicina Geral E Familiar, 40(1), 73–6. https://doi.org/10.32385/rpmgf.v40i1.13734