Caracterização de alguns aspectos da educação dos diabéticos de Fátima e do contexto...

José Oliveira

Resumo



Objectivos: Caracterizar alguns aspectos referentes à diabetes, ao próprio diabético, à sua família e à sua educação.
Tipo de Estudo: Descritivo, transversal
Local: Centro de Saúde de Fátima
População: Diabéticos inscritos no Centro de Saúde
Métodos: Estudo exploratório, por questionário postal, dirigido aos diabéticos registados no Centro de Saúde de Fátima, constantes de uma lista fornecida ao autor pelos respectivos Médicos de Família.
Resultados: Os respondentes têm idade média de 64 anos, são diabéticos há 10,9 anos em média, 89 (76,1%) são autónomos na medicação e 82 (70,1%) na alimentação, só 35 (29,9%) reconhecem que a doença modificou a sua vida familiar e 57 (48,7%) vão às consultas sem acompanhante. Afirmam que aprenderam sobre a sua doença 108 (92,3%) com o médico e 42 (35,9%) com familiares e amigos. A forma mais frequente de fazer essa aprendizagem foi através de conversas só com o médico 67 (57,3%) seguidas de conversas com diabéticos 42 (35,9%). As complicações da diabetes são os assuntos que eles querem conhecer melhor: 71 (60,7%) pretendem saber quais são e 65 (55,6%) como se evitam. Têm vídeo 32 (27,4%) e 68 (58,1%) estão interessados em utilizá-lo para visionar filmes sobre diabetes. Apesar da amostra não ser representativa de todos os diabéticos do Centro de Saúde, consideramos que os nossos objectivos foram atingidos, pois a informação colhida junto dos 117 diabéticos (82,4% dos inquiridos) enriqueceu muito os nossos conhecimentos sobre estes doentes.

Palavras-chave


Diabetes mellitus; educação; família; «mass media»

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v16i3.9793

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c)