Ensaio sobre a formação básica em medicina geral e familiar no século XXI

Alexandre De Sousa Martins Pinto

Resumo


O autor especula sobre a possível evolução do ensino pré-graduado da Medicina Geral e Familiar no futuro previsível. Enquadrando o problema no ensino universitário, analisa as alterações correntes e previsíveis dos padrões do exercício da profissão médica, o desenvolvimento e crescente importância da Medicina Geral e Familiar, a sua fundamentação científica, as exigências do desenvolvimento social em curso, e os constrangimentos do ensino da Medicina em geral e da Medicina Geral e Familiar em particular. Refere-se brevemente às linhas gerais da orientação do curriculum no novo curso de Medicina da Universidade do Minho. Termina exprimindo a esperança de que o ensino das aptidões clínicas venha de novo a ocupar o lugar primordial que deve ter na formação básica dos médicos para o século XXI.

Palavras-chave


Ensino Médico; Prática Médica; Medicina Geral e Familiar

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v16i4.9802

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c)