Cuidados comunitários e cuidados hospitalares: Centrados nas instituições ou nos doentes

Vasco A. J. Maria

Resumo


O actual sistema de saúde apresenta limitações e constrangimentos vários, dos quais se destacam, uma reduzida acessibilidade, a duplicação de cuidados, a ausência de comunicação entre cuidados primários e cuidados hospitalares e a ausência de garantia de continuidade e globalidade de cuidados. Apesar das insuficiências do sistema, bem reconhecidas por todos, diversos factores de natureza institucional, cultural, política e económica constituem barreiras ao processo de mudança, fazendo com que hospitais e centros de saúde continuem, desde há muito, de costas voltadas. No presente artigo, preconiza-se uma abordagem faseada do problema com vista ao estabelecimento de relações e colaboração entre cuidados primários e cuidados secundários, no sentido de criar um sistema de saúde verdadeiramente centrado nos interesses dos cidadãos e não das instituições envolvidas.

Palavras-chave


Cuidados Primários; Cuidados Hospitalares; Integração de Cuidados; Sistemas de Saúde

Texto Completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.32385/rpmgf.v16i6.9817

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c)